Itajaí será o centro mundial da vela em Abril de 2018

Itajaí será o 8ª porto da regata.Itajaí será o 8ª porto da regata.Esta é a afirmação do Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, que participou, no dia 22 de Outubro, em Alicante, na Espanha, da largada oficial da 13ª edição da Volvo Ocean Race (VOR).

A maior – e mais difícil – regata de volta ao mundo passará por Itajaí em Abril de 2018, sendo a única parada da competição na América do Sul.

O município catarinense recebeu o evento pela primeira vez na edição 2011-2012, quando mais de 250 mil pessoas visitaram a Race Village montada para a competição. Na edição 2014-2015, recebeu novamente o evento e foi a segunda maior etapa em público, com mais de 350 mil pessoas.

A crescente de público em eventos do gênero demonstra o potencial turístico que eventos náuticos possuem no estado.

Após largar em Alicante, os barcos passarão por Lisboa (Portugal), Cidade do Cabo (África do Sul), Melbourne (Austrália), Hong Kong, Guangzhou (China), Hong Kong novamente e Auckland (Nova Zelândia). Itajaí será o 8ª porto da regata e após a parada catarinense, as embarcações seguirão para Newport (Estados Unidos), Cardiff (País de Gales), Gotemburgo (Suécia) e Haia (Holanda).
A chegada à última estação está prevista para 20 de junho de 2018.

Em Itajaí, a Vila da Regata ficará aberta ao público de 5 a 22 de abril. A previsão é que os primeiros barcos cheguem ao Litoral catarinense no dia 8, após a etapa mais difícil da prova, a passagem pelo Cabo Horn, no extremo sul do planeta, que é considerado o mar mais radical do mundo.

No dia 20 de abril será realizada a In-Port Race, uma competição que é realizada nos locais de parada. No dia 21, os barcos estarão abertos ao público e, no dia 22, será a partida das sete equipes competidoras para o próximo porto.

A estimativa é que a passagem da prova pela cidade gere mais de R$ 50 milhões em negócios para Santa Catarina.

Sobre a Volvo Ocean Race

A Volvo Ocean Race é conhecida como a competição mais longa e mais dura no esporte profissional e como um dos três grandes eventos no mundo da vela, ao lado dos Jogos Olímpicos e da America’s Cup.
Considerada a Fórmula-1 dos Mares, a VOR terá na edição 2017-2018 a distância mais longa de sua história, navegando através dos 4 oceanos e com paradas em 12 cidades de 5 continentes, num total de 45 mil milhas náuticas.

A grande curiosidade da competição é que não há prêmio em dinheiro para os vencedores, mas ver o seu nome gravado em um dos anéis de prata que compõem o troféu da Volvo Ocean Race é considerada a maior recompensa para os competidores.

Curta e Compartilhe!
0