Santa Catarina: Destino Cervejeiro do Brasil

Santa Catarina como destino cervejeiro do Brasil, este é o mais novo produto turístico do estado, com DNA estadual e lançado durante a Oktoberfest, em Blumenau.

O evento reuniu convidados e imprensa na Vila Germânica para apresentar o produto “Santa Catarina: destino cervejeiro do Brasil”, que engloba roteiros de experiência para conhecer a produção da tradicional bebida, iniciada com a colonização alemã, com sua chegada ao estado, em 1829.

Para conhecer essa tradição, entender como é feita cerveja, degustá-la dentro de uma fábrica artesanal, foram desenvolvidos roteiros de experiência cervejeira nas principais regiões turísticas do Estado. A ideia é aliar a cultura cervejeira à cultura local e aos principais atrativos de cada região.

No lançamento foram apresentados os seguintes roteiros, já formatados e comercializados por duas operadoras locais de turismo:

Balneário Cervejeiro (reúne cervejarias de Itajaí, Balneário Camboriú, Bombinhas e Tijucas);
Caminho Cervejeiro Grande Floripa (cervejarias de Florianópolis, São José e Santo Amaro da Imperatriz);
Vale da Cerveja (cervejarias de Blumenau, Brusque, Pomerode, Timbó e Gaspar).

Outros dois roteiros estão sendo finalizados e devem chegar ao mercado até o fim do ano:

Encantos do Sul (Garopaba, Tubarão e Lauro Müller)
Caminho dos Príncipes (Joinville, Jaraguá do Sul e Corupá).

Todos eles podem ser integrados com outros atrativos das cidades, ampliando a permanência do turista nos destinos.

O lançamento é fruto das ações do Grupo de Trabalho (GT) de Turismo Cervejeiro da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), que reúne representantes do setor de todo o estado, e é coordenado pela Federação das Associações das Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais de Santa Catarina (Fampesc), com apoio da Santur, órgão oficial de promoção do turismo de SC e do Sebrae-SC.

Identidade catarinense

De acordo com o presidente da Santur, Valdir Walendowsky, a identificação catarinense com a cerveja é incontestável e faz parte da nossa cultura desde a colonização. “Viajar por Santa Catarina já é uma experiência encantadora por conta da riqueza cultural e étnica. Nosso estado ganha competitividade ao se posicionar em mais este segmento turístico: destino cervejeiro do país”, defende.

Atualmente, SC conta com 103 cervejarias em todas as regiões do Estado, sendo o segundo em densidade de cervejarias por habitante, de acordo com a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva). Além disso, uma cidade de SC ganhou em 2017 o título de capital nacional da Cerveja: Blumenau, que é também a terra da Oktoberfest. O município do Vale Europeu ainda é sede da Escola Superior de Cerveja e Malte, a única da América Latina.

Nosso estado promove ainda dezenas de festivais em todas as regiões durante o ano, incluindo o Festival Brasileiro da Cerveja, maior do Brasil e segundo maior do mundo. “Por esses motivos, o lançamento de SC como destino cervejeiro do Brasil não podia acontecer em período mais adequado do que durante a 35ª edição da maior festa da cultura germânica das Américas”, afirma Alcides Andrade, presidente da Fampesc.

O Estado tem grande potencial para atrair cada vez mais turistas amantes da bebida, na visão do gestor do projeto no Sebrae/SC, Alan Claumann. De acordo com uma análise feita pelo Sebrae, em parceria com a Fampesc e Abracerva, mesmo com a crise econômica e as altas taxas de tributação, a expectativa é que o setor cresça 20% até o final deste ano em Santa Catarina. “Os números mostram que os empresários estão apostando nesse mercado e aliado ao fato de que o país é um dos maiores consumidores de cerveja do mundo, acreditamos que Santa Catarina tem grande potencial de se consolidar como um destino cervejeiro de destaque no país”, complementa Alan.

Degustação da Catharina Sour

Ao final do evento, Carlo Bressiani, da Escola Superior de Cerveja e Malte, conduziu uma degustação com quatro diferentes tipos da Catharina Sour, cerveja ácida com adição de frutas, criada por cervejeiros catarinenses. A bebida foi o primeiro estilo brasileiro a constar em uma das mais importantes instituições de cerveja do mundo. O reconhecimento mundial do Beer Judge Certification Program, ocorrido neste ano, atesta a qualidade do produto do estado.
O evento contou ainda com a presença do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, do coordenador do Vale da Cerveja, Davi Zimmermann, que representou o secretário de turismo de Blumenau, Ricardo Stodieck e do diretor de Políticas Integradas do Lazer da SOL, Jorge Dolzan.

Curta e Compartilhe!
0