Vale do Itajaí

No Vale do Itajaí os morros, vales, rios, cascatas e cachoeiras são um convite permanente para o contato com a natureza e a prática de esportes como trekking, rapel, canyoning, mountain biking, voo livre e parapente.
A tradição no uso de bicicletas – mais uma herança dos colonizadores europeus – deu origem ao primeiro circuito intermunicipal do Brasil: o Circuito de Cicloturismo do Vale Europeu. São 300 km de percurso por vias secundárias, que atravessam nove municípios da região. Felizmente as cidades também estão se adaptando a essa prática em seus perímetros urbanos, assim tornando a vida mais leve e saudável

Alguns municípios do Vale Europeu são conhecidos destinos para o turismo de compras, como Brusque e São João Batista. Outros abrigam santuários católicos, capelas, igrejas e grutas dedicadas a diversos santos. Só em Nova Trento são mais de 30 instituições ligadas à fé, incluindo o Santuário Santa Paulina – dedicado à primeira santa brasileira. O município já é o segundo destino religioso mais visitado do Brasil, atrás apenas de Aparecida do Norte, em São Paulo.

A arquitetura, os costumes, a gastronomia e até os dialetos que se ouve remetem ao velho continente. Em Blumenau, Pomerode, Brusque e Gaspar, a herança cultural alemã é predominante, levando o visitante a voltar no tempo, em meio a casas enxaimel, comidas deliciosas, carros de mola, natureza e sotaques diferentes!

A região é provavelmente a mais festiva do estado, seja com as festas de Outubro, como Oktoberfest (Blumenau), a maior festa das Américas do chopp, a Fenarreco (Brusque) ou a Kegelfest (Rio do Sul). Durante o ano inúmeras outras festividades animam a região, a exemplo da Festa Pomerana (Pomerode), a Festitália (Blumenau), a Festa Trentina (Rio dos Cedros), a La Sagra (Rodeio) e a Marejada (Itajaí).

Através do Guia SC Turismo, você descobrirá os caminhos por Santa Catarina, as festas e as belezas de cada região, acompanhe-nos!